Ópticas de Portugal

Saúde Ocular

Miopia

O míope vê mal ao longe, mas bem ao perto. Na Miopia, a distância entre a córnea e a retina é excessiva, ou seja, o olho é “demasiado longo”. No olho míope a imagem do objecto forma-se à frente da retina.

Os primeiros Sinais:

  • Franzir os olhos para ver com nitidez ao longe.

(Por exemplo, se uma criança escreve com o nariz muito próximo do caderno pode ser sinal de Miopia)

Correcção:

A Miopia compensa-se com uma lente divergente/negativa, que recoloca a imagem sobre a retina e restitui uma visão perfeita até ao infinito. Estas lentes caracterizam-se por serem concavas ou seja grossas na extremidade e finas no centro. Quanto mais forte for a Miopia, mais espessas são as lentes nos bordos e mais pesadas.

Hipermetropia

O hipermetrope tem dificuldades em ver ao perto e a sua visão de longe também não é boa. Quando esta última parece razoável, é à custa de um esforço adicional o que provoca fadiga. Esta “deficiência” visual é provocada pelo facto de olho ser “demasiado curto” levando a que as imagens se formem atrás da retina.

Os primeiros Sinais:

Fadiga ocular e dores de cabeça: O esforço permanente de acomodação para superar a anomalia pode ser a causa destas manifestações, mais frequentes ao fim da tarde e depois do trabalho.

Uma fraca Hipermetropia passa frequentemente despercebida até aos 35/40 anos, idade em que a capacidade de acomodação começa a diminuir.

Pelo contrário, uma forte Hipermetropia é facilmente perceptível na criança, desde muito cedo, por ser muitas vezes acompanhada de Estrabismo, que deve ser rapidamente corrigido.

Correcção:

A Hipermetropia compensa-se com uma lente convergente/positiva, que recoloca a imagem sobre a retina. Estas lentes são convexas ou seja mais espessas no centro que nos bordos e a diferença de espessura é tanto maior quanto mais forte for a Hipermetropia.

Astigmatismo

O Astigmatismo é uma anomalia causada, principalmente, pela curvatura
“incorrecta da córnea”. A córnea apresenta uma forma mais ovalada (como uma bola de rugby) em vez da forma normal, esférica (como uma bola de futebol). Os astigmatas possuem uma visão desfocada quer ao longe quer ao perto e não conseguem ver nitidamente os contrastes entre as linhas verticais, horizontais e oblíquas. O Astigmatismo pode estar associado às restantes ametropias, Hipermetropia, Miopia e Presbiopia

Os primeiros Sinais:

  • A confusão entre caracteres semelhantes tais como h, m, n ou 0, 8;
  • O encandeamento com as luzes dos automóveis;
  • Ver uma linha recta ou na realidade existe um ponto;

Podem ser sinais de Astigmatimo.

Correcção:

O Astigmatismo é compensado com lentes tóricas, cuja principal característica é não terem a mesma espessura ao longo do seu bordo. Estas lentes são concebidas para compensar a curvatura da córnea de acordo com os eixos do Astigmatismo. A diferença da espessura do bordo da lente é tanto maior quanto mais forte for o Astigmatismo.

Presbiopia

A Presbiopia é uma alteração natural da visão que afecta todas as pessoas. A partir dos 40 anos, o cristalino (a nossa lente natural) começa a perder elasticidade (encurva-se de forma deficiente) e, consequentemente perde a sua capacidade de acomodação. Tal como uma câmara fotográfica mal ajustada, o olho deixa de conseguir focar as imagens correctamente, provocando dificuldades na visão de perto.

Os primeiros Sinais:

  • Os braços já não serem suficientemente compridos para ler o jornal;
  • Necessidade de se aproximar mais da luz para ler;
  • Dificuldades em escrever uma sms.

Correcção:

A Presbiopia corrige-se através da lentes monofocais positivas (centradas para perto) ou lentes progressivas (com ou sem graduação de longe).

  • No products in the cart.